terça-feira, 30 de dezembro de 2008

PACTE AVEC LA BELLE VIE


PACTE AVEC LA BELLE VIE


Mais
um ano
se finda
e para aonde irão os faróis
que iluminaram nossos caminhos,
quando mudarmos de estrada?
Aonde se esconderão as pessoas
que um dia fizeram parte do nosso cenário
e por trocarmos de cena elas saíram do palco?
Onde estarão nossos amores que se hospedaram em nosso coração no ano que passou? Como reencontrar os sonhos acalentados e que não conseguimos realizá-los?
Como recuperar a oportunidade que passou à nossa frente e não a reconhecemos? Quais os planos que havíamos determinado e não conseguimos realizá-los? Em qual parte do percurso eles se perderam de nós ou fomos nós que nos perdemos deles?
Por onde andarão essas lembranças, vão povoar apenas o passado?
Naturalmente que os descaminhos nos desviaram do instante para nos embrenharmos na busca do que muitas vezes nem sabíamos identificar, por isso...
Crave seus sonhos
Na pedra, no chão
No papel, no cérebro
Aposte no tempo
No vento
No sol, na chuva
Desafie a memória
Drible o esquecimento
E tente mudanças de rota,
Escolha caminhos, atalhos, e rios
Pise mais forte, ou
Crie asas, e voe
Contorne...
Enfrente...
Mas não perca o ponto que certamente
Estará sendo seu norte ou sul
O Novo Ano virá
Que seja bem-vindo!
Sele com ele o seu compromisso com a vida
A melhor vida que você
queira ter.

4 comentários:

Anônimo disse...

2009
Que seja bem-vindo!
E que ele chegue assim: “Atiçando” você, cada vez mais, a escrever essas maravilhas, que dizem tudo que gostaríamos de dizer e com palavras não sabemos.
Parabéns Ligia.

Lígia disse...

Oi Anônimo, eu acho que sei quem vc é. Vou arriscar, nos conhecemos hoje, pessoalmente. Se eu estiver certa, foi tão rápido que um "muito prazer" não me contentou, gostaria de ter tido tempo para conversarmos.
Um abraço carinhoso.
Grata pelos estímulos virtuais.
Lígia

Anônimo disse...

Olá Lígia,
Lamento, eu não sou essa pessoa que você pensou.
Meu anonimato não é meramente casual, é deliberadamente proposital.
Mas digamos que seja melhor assim.
Em relação aos agradecimentos pelos estímulos, nos é que temos de lhe agradecer, pelo prazer que você nós propulsiona ao lermos o que você tão lindamente escreve.
Um abraço.

AMOR É POESIA disse...

Oi anônimo, lamento duplo, pq gostaria que não houvesse essa deliberação proposital.
Mesmo assim , é bom entrar aqui e ver que vc se veste de palavras para dizer o quanto gosta do que eu escrevo.Grata pelas massagens no meu ego.
Um abraço
Lígia