terça-feira, 3 de agosto de 2010

VONTADE DE DANÇAR, SALTAR E VOAR...ENFIM.




Eu sou o sonho, o céu , o mar, o lilás, o chão, mil vezes acordarei e baterei na porta do mundo, e chamarei milhões de vezes o teu nome. Evocarei tua lembrança, para que a vida tenha uma cor além do cinza, que o teu sorriso apareça em cada rosto que eu veja, que seja verdade o teu olhar que me segue e que motivos surjam e por mais aparentes que possam ser, me interessem, me estimulem , e tenham sabores e odores especiais como gosto de graviola com mel de engenho, como cheiro de castanha assada na beira da estrada, e impregne a minha aura numa eternidade construída de pontes que atravessem o tempo.
Nesse momento, estou pensando intensamente em tudo que faz parte dessa passagem , até que as horas se quebrem em sono, que os dias passem e passeiem como aves que não perdem o sentido da rota.
Que tudo tome a forma do teu corpo e me tome em círculos, me entonteça, quando estendo as mãos por dentro da tua ausência , quando assusto o medo e corro em busca do teu sussurro para matar a minha saudade. Não posso perder a hora nem a estação. É verão no meu peito e há sol na madrugada.
Imagens e Texto : Lígia Beuttenmüller
Imagem: Rio Capibaribe ao amanhecer.

4 comentários:

Mena Maria disse...

Sonhos...Saudades... Lembranças... Pontes...
Será o que existe depois da travessia da PONTE??? rsrs...
Lindinho viu? rsrsrs...

Bb... disse...

Quero estar do outro lado da ponte, para te encontrar. :D

Marta Adalgisa disse...

Belo texto, bela imagem. A tua sensibilidade e inspiração me contagiam.
Beijo
Marta

olga disse...

Lígia
Incrível o poder dos verdadeiros poetas e poetisas: conseguem persuadir até mesmo os mais atentos.. O mais espetácular de toda essa magia é que alguns corações se acham contemplados com seus versos, a ponto de acharem no direito de ficar a sua espera como se cada verso fosse feito sob medida para os seus corações sedentos de saudades.
olga RS