quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

BUTTERFLY

Butterfly, sinônimo de tanta coisa. O seu colorido encanta, porém prefiro esquecer sua beleza e pensar em suas asas, tento uma simbiose afetiva e clara nessa relação. Necessito de suas asas e não dispenso a metamorfose inclusa no seu desenvolvimento, pois um vôo requer planejamento das etapas e dos processos. Sou amiga dos pássaros,mas eles já nascem prontos, a borboleta não, ela é um caminho. Nada mais interessante que esperar que o trigo se torne pão, nada como sentir fome e saber que pão não nasce em árvores. Cada vez que me oportunizo a descobrir , e até chegar lá, tenho no compasso da espera, a chance, de me preparar para o grande momento. Permito que suas asas me sirvam para afastar-me do chão, perder a noção da gravidade e engravidar os meus sonhos. E que viagem empreendo à minha fantasia! O sonho é o combustível indispensável para que a vida se torne mais amena, esperar é a decência da utopia. Sonhar é utópico, mas , viver o sonho, é torná-lo realidade.
Espero, sem enfrentar filas, sem conturbar minha consciência, sem ter pressa. Eu aprendi que o dia chegará com todas as cores imagináveis, com toda a força do possível. Dispensarei momentâneamente as asas, desfarei essa relação simbiótica com a borboleta e porei novamente os pés no chão, e direi: esse chão é o resultado da minha espera.
Eu creio, sim!


6 comentários:

Giovanna disse...

Lígia, seu texto tem uma excelente "sonoridade". Agora, uma pergunta que nao quer calar: a poesia não é a mágica de transformar o simples em poético? Por que falar de coração? rsss
Vai responder ou " é complicado"?? rss
Vou mimi, tô morta de sono!!
Bjox

carla pontes disse...

Oi minha querida, de tão longe, da Bahia vejo os teus textos
Me encanto
Lança logo esse livro,
Sucesso

ricardo melo disse...

Olá
gosto muito do que escreves, voar nas suas asas é muito bom.
Vc é uma butterfly realmente
bjs
Ricardo Melo

nanda acyoli disse...

Estou em Petro , e naum esqueço de dar uma olhadinha de vez em quando nas tuas páginas. Kd a .com.br? O webdesigner ainda naum finalizou?
bjos amei a borboleta, ela é vc de verdade

Libélula disse...

Olá Lígia, ouço dizer que poetas são aqueles que escrevem, mas eu discordo, acredito que poeta é todo aquele que consegue expressar sua verdadeira essência, seja ela, na poesia, na pintura ou na música.
Não acredito em dom, e sim em pessoas sencíveis como você que não tem medo de expor os seus anseios e sentimentos.
Continue sempre escrevendo porque seus textos, além de belos, fazem um grande bem aos os amantes da boa literatura

Fátima disse...

...eu sabia que você é uma borboleta...bjs